Saturday, January 23

haunted walls & crooked smiles

eles, de mãos frias, amassam-nos como papel e atiram-nos para a chama. e eles, embriagados de conjeturas, aninham-se frente à lareira
“alien? monstros aninham-se na base da garganta”
eles observam-nos, esfregando os corpos e contorcendo as mãos e mordiscando os risos para aquecer. 
“e quando são grandes, engasgamos na ausência de ar”
ele diz “está tudo bem” enquanto a pele beija as paredes da casa em labareda e eu amo-o, céus! – céus!, para onde caminharemos em cinzas. eles pedem os duzentos e explicam teorias da humidade enquanto deixam queimar os teoremas do coração. pele enrugada, eles ficam gelo e as árvores lá fora dançam com as cores. um dia, badaladas negras. desculpa, alien, a terra consome-nos a todos. mas nós continuamos a queimar.

No comments:

future past present
Bitter Coffee &
Japanese Cigarettes

"birds scream at the top of their lungs
in horrified hellish rage
every morning at daybreak
to warn us all of the truth,
but sadly we don't speak bird"
k.c.

(coffee) (cigarette)